Deixe seu contato, que ligamos para você!

Blog Fique por dentro de nossos conteúdos

O comércio eletrônico já é uma realidade muito comum! Como dito no post anterior, muitas empresas estão inaugurando sua loja virtual.

E o consumidor tem muito a ganhar com isso. Entretanto, é preciso lembrar que, apesar de toda loja virtual ser um tipo de e-commerce, nem todo e-commerce é uma loja virtual.

No mundo do e-commerce, o consumidor (ou consumer, em inglês) toma diferentes formas e encontra vários tipos de fazer negócio (ou business, em inglês). Não entendeu? A gente listou os quatro tipos principais de e-commerce pra explicar melhor. Confira:

Business-to-consumer (B2C): Traduzindo, “negócio-ao-consumidor”. É o tipo de transação que ocorre entre uma organização/empresa e o consumidor final. É o mais comum de se ver, afinal a maioria das lojas virtuais e sites de compra coletiva se enquadram nesse perfil. Alguns exemplos: Livraria Cultura, Motorola, Groupon etc.

Business-to-business (B2B): Ao pé da letra, “negócio-ao-negócio”. Acontece quando organizações/empresas fazem negócios entre si usando algum tipo de meio eletrônico. Elas podem ser criadas com o objetivo de aproximação com distribuidores, parcerias com outras empresas e até mesmo a compra e venda de parte do negócio.

Consumer-to-consumer (C2C): “Consumidor-ao-consumidor”, em português. É um tipo de e-commerce que existe desde os anos 90, mas que vem ganhando força aqui no Brasil nos últimos anos. Nele, consumidores comuns anunciam seus produtos em sites especializados para outros consumidores comuns. É uma maneira bastante interessante de fazer negócio, mas que ainda causa insegurança nas pessoas. Alguns exemplos: eBay, Mercado Livre, Bom Negócio e outros.

Consumer-to-business (C2B): Em tradução, “consumidor-ao-negócio”. É o tipo menos conhecido e menos mencionado. E muitas pessoas fazem esse tipo de transação diariamente sem nem saber. Ela acontece quando um consumidor cria determinado valor e a empresa/organização adquire esse valor. Quer um exemplo? Quando alguém escreve uma avaliação online sobre algum produto e a empresa toma essa avaliação para si, é uma forma de C2B. Esse valor pode ser também a construção de ideias e até mesmo melhorias para o produto. Isso é muito comum acontecer em blogs e fóruns.

Quando se trata de e-commerce, qualquer um pode ser consumidor ou vendedor. Esses quatro tipos foram selecionados quanto à forma de transação do produto. A sua empresapossui uma loja virtual? Em qual delas ela se enquadra? Se a resposta foi “não” para a primeira pergunta, é melhor você começar a pensar sobre o assunto.

VICTOR RÉGIS
SOCIAL MEDIA

Estudante de Publicidade e Propaganda.
Apaixonado por séries e filmes, adora ler
livros do momento. Fdeã Hordea Aventura,
seu gosto musical é muito variado
desde Katy Perry à Radiohead.

Associações e Certificações:

Associação Brasileira de Comércio Eletrônico Mailchimp Associação Brasileira de Empresas de Design Bing Ads Com School

Como chegar